CAFÉ DERRAMADO: COISAS QUE ODEIO NOS LIVROS

Você deve ter aberto esse post com um grande UÉ na cabeça né? Calma, o Luke continua amando ler a amando os livros! O post de hoje é sobre algumas coisas que eu não suporto encontrar em livros, a ideia para esse post surgiu do vídeo do Rodrigo do @rodrigoeoslivros e eu acho essa discussão super válida, por isso, fiz a minha listinha e hoje vou conversar com vocês sobre os cinco erros que não aguento mais encontrar em livros.

1 – ERROR 404

Eu desconheço coisa mais insuportável do que pagar quarenta golpes em um livro, começar a ler e ver que não gastaram nem 40 minutos para revisar o texto, eu acho que livro com revisão ruim deveria ser um pecado capital.

Eu lembro bem de um caso específico que ocorreu enquanto eu lia os livros de uma série de romance policial famosa, o primeiro volume tinham alguns pequenos e pontuais erros, o segundo tinham ainda mais, quando cheguei no sexto volume e me deparei com mais de três erros por página, peguei toda a minha revolta e transformei em um e-mail que enviei para a editora para tentar entender o que tinha acontecido. Anexei no e-mail um arquivo com todos os erros que encontrei (a partir de um momento da leitura, quando vi que não teria jeito, comecei a anotar os erros), reclamei da falta de respeito com o leitor, da revisão (o livro contém erros logo na primeira página e se repetem até o final, erros como: Lilly Anne COMENTARÁ a chorar) e a resposta que tive ao meu e-mail foi ainda mais bizarra do que a minha tentativa de tentar concluir a leitura. Lembro que me mandaram um pedido de desculpas e informando que o motivo de ter tantos erros era o fato de tratar-se da primeira edição; me desculpe, mas isso não é desculpa.

Como eu disse anteriormente, um erro durante a revisão é perdoável e até aceitável, afinal o profissional ou profissionais que estão fazendo a leitura são humanos e cometem falhas, o problema é quando os erros são expressivos, grosseiros e deixam evidente a falta de empenho da revisão, pois erros assim atrapalham a imersão do leitor na estória, esse tipo de trabalho mal feito afasta as pessoas da literatura.

2 – PADRÃOZINHO

Detesto ler livros cujos personagens parecem ter saído de um desfile da Victoria’s Secret ou do Clube das Mulheres, a coisa é ainda mais triste quando o autor(a) não satisfeito(a) compara o personagem com uma personalidade: seus lábios eram iguais ao da Angelina Jolie.

Pronto, agora toda vez que eu imaginar a personagem, vai vir Angelina Jolie na minha cabeça. Posso parecer chato, mas é realmente algo que me incomoda, essa insistência em esboçar padrões de beleza até mesmo na literatura, lugar onde sempre encontrei um refúgio para fugir das superficialidades do mundo externo e o problema vai além disso, ao simplesmente colocar como comparativo para o personagem uma personalidade conhecida, o autor automaticamente atesta sua preguiça em criar uma personalidade para o seu personagem ou pior ainda, menospreza a capacidade imaginativa do leitor.

3 – FUNÇÃO MACRO

Macro é uma função da maioria dos programas da Office, com essa função você pode gravar certos aspectos de texto ou fórmulas para padronizar informação. Eu e meu amigo John brincamos com a teoria de que esse é um recurso muito utilizado por alguns autores e autores grandes, super conhecidos e que vendem milhões de exemplares em diversas línguas.

Sabe quando você lê o primeiro livro de uma série e acha incrível e quando chega no final percebe que o autor usou os mesmos elementos que deram certo no primeiro para manter sua margem de segurança e acrescentou pouquíssimas novidades ou até passou só uma maquiagem no antigo para parecer que está entregando algo novo?

E como tem autor fazendo isso por aí, criando até séries diferentes que teoricamente apresentaria um universo totalmente novo, com velhos artifícios lá do primeiro livro. Isso não é uma coisa que irrita o leitor (alguns, tem gente que gosta) somente por tratar-se de uma repetição do que já foi feito, irrita também o leitor que acreditava que o autor do primeiro livro tinha potencial de crescer e aperfeiçoar sua escrita, mas que preferiu apostar no seguro e continuar vendendo. Triste!

4 – PAPAI TEM ALGUÉM EMBAIXO DA MINHA CAMA/ PAPAI TEM ALGUÉM EM CIMA DA MINHA CAMA

Eu amo reviravoltas no texto, quando elas fazem sentido, são bem embasadas e principalmente quando, depois do plot twist, consigo lembrar de um foreshadowing que o autor mostrou lá atrás que faz com que a reviravolta não seja apenas impactante, mas wooooow ele fez isso!

Agora quando a reviravolta é colocada no texto só com o propósito de chocar, fica a impressão de que o autor fez exatamente isso, colocou um elemento para chocar e quando se há a repetição dessa fórmula (olha a função macro de novo) é inevitável que com o tempo o nome do autor seja automaticamente associado à uma fórmula João Cleber literário, onde o leitor lê um livro sabendo que no final terá uma bomba, e pode apostar que vai ter uma hora que as “bombas” serão adjetivos ruins atrelados às suas obras. Se é para chocar o leitor, deixe o leitor chocado com propósito, embasamento e verosimilhança.

5 – SOMEBODY SAVE MEEEE

Não dá mais pra termos super-homens e super-mulheres na literatura, precisamos de personagens reais, gente como a gente, que cometem erros, que admitem os erros, que conseguem superá-los e seguir em frente e não de personagens perfeitos que não tem nem frizz nos cabelos, nunca dormiram no busão e babaram no vidro ou apertou demais a embalagem de ketchup e sujou a roupa inteira. Eu não estou dizendo que temos que ter mais Bela Swan na literatura, eu só estou dizendo que personagens com características e comportamentos verossímeis são muito melhores que Clark Kent. Ninguém é 100% perfeito!

Espero que tenham gostado do post mais diferentão e por favor me contem; vamos conversar sobre quais são as coisas que vocês odeiam nos livros?

Anúncios

9 comentários sobre “CAFÉ DERRAMADO: COISAS QUE ODEIO NOS LIVROS

  1. Gabriela Barros disse:

    Amei o post, tem coisas que atrapalham muito nossa leitura mesmo! O que mais me incomoda é erro de revisão (alô, editora planeta!) e plot que deixa a gente triste de tão ruim (caixa de pássaros mandou um abraço).

    Curtido por 1 pessoa

  2. Rodrigo disse:

    Concordo com cada vírgula. João Kleber literário, eu tô berrando!!! Essa editora teve a pior desculpa possível!!! E Clark Kent só se for o Cavill 😂😂😂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.