SETEMBRO POLICIAL: O CASAMENTO – VICTOR BONINI

“O Casamento” é o segundo livro do repórter e autor Victor Bonini, lançado em 2017 pela Faro Editorial, admirador da Rainha do Crime Agatha Christie, Bonini nos brinda com uma obra ainda mais intrigante que “Colega de Quarto” onde o plot se inicia durante uma cerimônia de casamento interrompida de forma sangrenta e vai ganhando contornos ainda mais sórdidos na medida que conhecemos os convidados da festa.

Diana e Plínio se conheceram de forma bem inusitada, a moça tinha acabado de levar um bolo durante uma festa da faculdade e sabia que ninguém ali nutria simpatia pela sua presença. Bêbada, a garota é abordada por Plínio que age de forma abusiva durante esse primeiro contato. Nesse ambiente estranho, nasceu o relacionamento dos dois e anos depois eles estão prontos para se casar, apesar das tentativas das famílias para que o relacionamento não seguisse em frente.

O local escolhido para a cerimônia é um hotel em uma cidadezinha do interior, para isso, o local foi reservado por cinco dias e acomodou todos os convidados para que eles pudessem presenciar a experiência daquele que seria o momento mais importante e mágico na vida do casal. Porém, no dia da cerimônia, a noiva é impedida de sair do carro e subir ao altar, um crime terrível aconteceu e há sangue por toda parte, inclusive nos sapatos do noivo.

— A única coisa que eu sei — confidenciou ele, com um meio sorriso de quem finalmente fala do que interessa — é que a Edna, a mãe da Diana, recebeu um papel com uma mensagem escrita à mão: “Vou te matar.”

Conrado Bardelli, o investigador particular que conhecemos em “Colega de Quarto”, figura entre os convidados do evento não apenas como amigo da família, mas também à trabalho. O ricaço Ricardo Gurgel o contratou para investigar uma chantagista que descobriu seu relacionamento extra-conjugal e passou a ameaçá-lo de morte e solicitar grandes quantias de dinheiro para manter o segredo oculto. Ricardo acredita que a chantagista está entre os convidados e quando Edna, mãe de Diana recebe um bilhete com uma ameaça de morte, Ricardo sabe que ele foi entregue à pessoa errada.

 

Dessa forma, Conrado se vê obrigado a desvendar dois mistérios: o assassinato que ocorreu minutos antes da cerimônia de casamento de Diana e Plínio e as ameaças constantes às quais Ricardo está sendo submetido. Quando as coisas parecem tensas, um novo assassinato ocorre, tornando todo o mistério ainda mais desafiador.

Munido de sua experiência, percepção e observação, Conrado passa a investigar os convidados da festa e acaba se vendo preso em uma teia de intrigas orquestradas por pessoas da pior espécie, tornando ainda mais complicado descobrir quem poderia ter cometido tais atrocidades, uma vez que todos ali são potenciais suspeitos. Como se não fosse o suficiente, Conrado é obrigado a investigar de longe e é privado de informações das investigações principais, a polícia não parece querer que o detetive chegue muito perto do caso e eles possuem motivos para isso.

O dedo em riste subiu do peito para o nariz de Lyra. Uma ameaça. Aquele que antes fora confidente agora era inimigo.

— Só desiste dessa história. É a melhor coisa que você faz.

Poderia ser a melhor coisa mesmo. Mas não era o que Conrado Bardelli ia fazer.

“O Casamento” consegue ser ainda melhor do que “Colega de Quarto”, Bonini cria personagens intrigantes que transitam dentro de mistérios cujos quais o leitor se contorce para solucionar. Conhecemos um pouco mais acerca do passado de Conrado Bardelli e há aqui a presença de uma personagem de seu caso anterior que me fez dar um sorrisinho de alegria, eu espero poder conhecer um pouco mais sobre o passado do detetive nos próximos livros do autor, pois sem dúvidas, é um personagem tão carismático quanto misterioso, como um bom detetive deve ser.

A escrita de Bonini é simples e super fluída, eu me vi totalmente descontrolado de tanta curiosidade acerca dos mistérios do livro e confesso que não acertei nada, sou um péssimo detetive. Apesar de eu não ter acertado nada, após concluir a leitura e ser apresentado à solução do mistério, ficou evidente que o quebra-cabeças montado pelo autor é super verossímil, o que ele fez aqui foi construir uma trama onde acontecimentos grandiosos e atos grandiosos acabam sobrepujando detalhes pequenos que fazem toda a diferença para a solução do crime e caramba, que solução! Eu fiquei bons trinta minutos de boca aberta com a solução do mistério, é claro que não vou dar spoiler, mas posso te dizer que o negócio é DOENTIO!

Caso tenha se interessado pela obra e curtido minhas impressões, você pode adquirir seu exemplar pelo link do blog na Amazon.

Quantos cafés “O Casamento” merece?

8 comentários sobre “SETEMBRO POLICIAL: O CASAMENTO – VICTOR BONINI

  1. Rodrigo disse:

    Quando li sua resenha de O colega de quarto já coloquei na minha lista de leitura, agora esse entrou também, fiquei curioso com os dois títulos e se você aprovou sei que vale a pena a leitura!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Rodrigo disse:

    Voltando aqui após a leitura de O casamento pra dizer que a indicação foi ótima. Inclusive o livro me lembrou alguns policiais da série vaga lume mas com a pegada mais adulta. Tão empolgante a leitura que índico que as pessoas deixem pra um feriado ou folga prolongado pra poder terminar rápido!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.